Como o Aware ajudou um dos maiores banco brasileiro ficar à frente na evolução dos ataque à autenticação facial

Embora as senhas ainda sejam o método de autenticação mais comum para aplicativos de banco online e serviços financeiros móveis, elas também são altamente propensas ao uso indevido. Além disso, o atrito criado pelo processo de redefinição de senha continua sendo um problema real para os usuários.

O uso de uma a autenticação facial, é mais segura e eficaz na prevenção de fraudadores  configurar contas falsas para lavagem  e roubo de dinheiro de outras pessoas, com o benefício de melhorar a experiência
do usuário.

Nos últimos anos, o uso da autenticação biométrica facial tornou-se dramaticamente mais preciso, rápido e resiliente às variáveis ​​ambientais e do usuário. No entanto, a realidade é que os bancos ainda podem ser atacados e subvertidos se não houver tecnologia e serviços de suporte adequados. O tipo mais comum de ataque, muitas vezes chamado de “spoof” ou ataque de apresentação, pode enganar os sistemas de autenticação facial apresentando uma “máscara de rosto” de um usuário legítimo, que pode ser gerado prontamente através da fácil disponibilidade de imagens e vídeos de pessoas nas redes sociais.